quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Entre o erro e o certo.


— A questão é que chega uma hora que você tem de optar entre o fácil e o certo.

— Calma lá! Então, segundo o que você está me dizendo, o certo é o difícil?

— Não necessariamente.

— Explique-se.

— Geralmente o que é mais difícil é também mais recompensador, portanto é o certo a fazer.

— Ora! Você acha certo darmos uma volta ao mundo para chegar ao seu vizinho, por saber simplesmente que retroceder uns passos é o mais fácil a se fazer?

— Não, mas pensando bem, é recompensador: eu conheceria o mundo!

— E se houvesse urgência? Se fosse necessária sua presença imediata no seu vizinho?

— Eu correria pela via mais curta.

— Ou seja, a via mais fácil...

— É...

— Pois é...

— ...

— ...

— Desculpa.

— O perdão é a maneira certa, pois não é fácil.

— Sinto muito, mas não posso compactuar com isso. Sendo assim, fumar é o certo para a vida?

— Parar de fumar é o certo para o fumante.

— Um mau professor é o certo para ensinar?

— Um bom estudante é o certo para aprender. Veja bem, falo de escolhas íntimas, próprias, pontuais, que se referem a mim, à pessoa em mim e à minha consciência. Não digo do geral, porque o geral, no caso, nutre-se da conveniência de vivermos num mundo ideal. O geral precisa do consenso, e querer o difícil para todos é inegavelmente burrice.

— Mas é falho. Tendemos sempre ao erro, mesmo que galguemos pelo difícil ou pelo certo tão aclamado. O que quero dizer é que mesmo que você tome todas as precauções, analise todas as conjecturas, calcule todos os dados, tape todas as brechas, previna todas as doenças, atente para todos os sinais, não há como excluir a inoxidável parcela do erro. É impossível não errar frente o imprevisível. Ou seja, tanto a minha teoria, quanto a sua estão suscetíveis a falha.

— Ah, mas pelo menos tentei.

— Viu? Tentar é fácil, o difícil é estar certo.

— Eita, morgou. Cê tem isqueiro aí?

— Não acha melhor um fósforo?

2 comentários:

  1. Fazer o certo. Preciso de um pouco mais de coragem, de luz. Mas vou tentar. Ou estar certo.

    ResponderExcluir
  2. achei q vc ia dizer em algum momento: "podemos nos preparar para tudo menos para o inesperado"

    ResponderExcluir