quarta-feira, 16 de novembro de 2011

A carta contida.


A gente se daria bem melhor agora. Agora que sei dos seus erros, das minhas perguntas nas suas respostas vagas e dos nossos acertos. Agora que você também sabe o mesmo de mim.

Naturalmente a gente se daria bem agora. Acho que seguimos linhas de pensamentos paralelas, que só se cruzam no infinito. E só hoje percebi que não dá para chegar lá, no infinito, antes ou depois. E que só hoje você também percebeu que não dá para controlar o destino. Não dá para viver sem emocionar(-se). A sabedoria não esculpe um rompante.

Pensando bem, a gente se daria mais agora. Porque, no fundo, a história de hoje vai muito além do que a lógica de ontem foi capaz de prever. Portanto, não sei se foi bom pra nós, mas que nos foi útil, tenho certeza. Gosto muito de você. Muito mesmo!

Com impulso,
Sua amiga Lógica.

2 comentários:

  1. bem, então pq vcs dois não tentam agora?

    =)

    ResponderExcluir
  2. Tempo, desejos, tempo, passado, presente, com tudo isso só nos resta não tentar prever futuros, isso seria subestimar a sabedoria de todo cosmo. Tudo à toda hora agora. "O porvir, sim o porvir".
    Se é que existe sentido em viver está no fato de estarmos aqui e agora e analisarmos o que passou com os olhos abismados de esperança pelo que surpreendentemente nos espera...


    (gosto muito daqui, e de vc tb. beijos)

    ResponderExcluir